Vivendo as alegrias,as satisfações,as confusões de ser mãe de quatro lindos filhos!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Férias, que tal brincarmos juntos??

Oláaaaaa mamães!!!! Tudo certinho por ai?? Aqui tá tudo muito bom!! O único "probleminha" é o calor...tá demaisssss!!! Nossa senhora, tá muito, muito, muito, quente!!! SOCORROOO!! coitada de nossas crianças, aqui estamos na base de, muita água, muito suco, muito banho, já liberei até o picolé, e por ai vai...Vamos nos refrescando do jeito que dá!!!

Então tá...enfim as férias, semana que vem as aulas acabam, e nossas crianças vão ficar em casa, pintando o sete, correndo de um lado pra o outro, subindo nas coisas, tirando tudooooo do lugar, não é assim mesmo mamães? Pois é, eu já estou separando umas brincadeirinhas para fazer com eles nesses momentos de agitação, porque geralmente quando eles ficam assim é que já estão entediados, sem ter o que fazer, já cansaram da tv, já cansaram do vídeo game, já cansaram do celular, já cansaram de todos os seus brinquedos, então chegou a hora da novidade, isso mesmo, não tem coisa melhor pra acalmar uma criança agitada que uma boa novidade, um jogo diferente, uma brincadeira nova, uma atividade interessante entre outras coisas.

Poderia aqui fazer uma lista de brincadeiras para serem feitas com eles, mas hoje em dia a criançada se liga mesmo é em eletrônicos: celular, tablet, computador e etc, só que o intuito dessas brincadeiras será além de acalma-los quando estiverem agitados, também mostrar outros tipos de diversões para eles, vamos focar nas brincadeiras de contato, de agilidade, vamos fazer com que eles, se movimentem e interajam com a família e com os outros ao seu redor.


Aqui em casa quando eles estão de férias procuro sempre está mostrando brindeiras do meu tempo de criança, por exemplo:elefante colorido, cabra cega, esconde-esconde, telefone sem fio, amarelinha e por ai vai...Claro que a maioria dessas precisa de espaço, mas com jeitinho a gente consegue, arrasta daqui e arrasta dali, que dá certo!!

O que gosto muito também é de levá-los pra fazer uma receita comigo na cozinha (nada de fogão e nem de facas!! ) procuro uma receitinha bem fácil e pronto a diversão está garantida!!

Que tal pintar? É uma boa pedida também...e eles amam, aqui em casa eu faço assim: forro o chão todinho de jornal, visto uma roupa bem velhinha neles e de repente eles viram verdadeiros pintores!!! Kkkkk no fim da brincadeira já estão todos sujos, e ai só aquela chuverada pra limpar!!!


Mamães, nós temos que ser criativas, inventar e inovar com nossas crianças, temos que dar para eles algumas atividades que chamem a atenção, não adianta a gente querer que fiquem quietos num canto sem ter o fazer, porque isso nuncaaaaaa irá acontecer!!!

Então vamos respirar fundo porque as férias estão ai, e eles estão com a corada toda, vamos distrair essas crianças, vamos sentar no chão, vamos correr junto com eles, vamos se sujar de tinta, vamos nos divertir e principalmente divertir nossos filhos!!!

Beijos até a próxima, e Boa sorteeee!!!!


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Hora da papinha, para algumas mamães isso significa cabelos em pé!!!!

Olá mamães, tudo bem por aí? Por aqui estamos indo muito bem, os meninos já estão na maior ansiedade para a visita de Papai Noel, e por incrível eu também fico super ansiosa!! Aahhhh... e por falar em Natal eu estava visitando um blog que sigo e gosto muito www.mamaepratica.com.br
e lá ela deu uma dica que eu ameeiiii, um vídeo personalizado com uma mensagem do próprio bom velhinho, é muito lindo, já fiz para os meninos e eles estão encantados, é emocionante, vou deixar o link aqui pra vocês, www.visitadenatal.com.br, é muito fácil, não deixem de fazer para suas crianças, vale a penaaaaaa!!! 

Bem...vamos ao nosso assunto de hojeee???? Vim aqui falar sobre alimentação de nossas crianças, eu sei que tem muitas mamães por aí de cabelo em pé porque o seu filho NÃO COME NADAAAAA!!confesso que já passei por isso, e acabei descobrindo que isso é mais uma daquelas fases...mesmo assim não podemos ficar de braços cruzados
esperando simplesmente passar!!

Com minhas filhas mais velhas, Driele e Fernanda quase não tive problema de introduzir a alimentação sólida, elas aceitaram numa boa, o único probleminha que tive foi com Driele, que mastigava, mastigava, e depois cuspia a comidinha toda no prato, na verdade ela chupava e depois cuspia, eu ficava maluca, então corri pra o pediatra dela (que inclusive foi meu também)  e contei tudooooo, sabe o que ele me disse?,  "calma mãe, o mais importante ela está ingerindo!", eu tentei relaxar, eu juro, mas eu não consegui, então comecei a bater a comidinha dela no liquidificador, sabia que não podia, mas queria ver aquele prato limpo e não com comidas mastigadas ou chupadas sei lá...logo depois ela começou a mastigar, me lembro que o pediatra mandou eu dá pra ela biscoito maisena para que ela fosse mordendo, e isso ajudou muito!!!

Agora, com os meninos a coisa foi feiaaaaaaa, no início mil maravilhas, apenas o "pepê" durante seis meses, nem água eles bebiam, agora na hora de introduzir a papinha, foi difícil, não aceitavam de jeito nenhum, e eu já mesmo que loucaaaaaa, corri para o pediatra e ele mais uma vez com calma me disse: "mãe insista, não desista, ele vai aceitar, tenha calma e muita paciência", e assim eu fiz, todos os dias eu cozinha as verdurinhas, cada uma de cor amassava bem com o garfo e oferecia, até que o tempo foi passando e quando percebi eles já comiam tudoooo, comiam tudo mesmooo tem felicidade maior pra uma mamãe? Por isso que digo, não deixem de oferecer, mesmo que eles não aceitem, insistam todos os dias, o segredo é NÃO DESISTIR!!!


Outra coisa que aconteceu comigo também foi seguinte, quando eles eram pequenos, tipo, de 01 à 04 anos ( pelo menos aqui em casa foi assim com todos) eles comiam tudo, verdura, feijão, frutas e tudo mais, só que a medida que foram crescendo, eles foram deixando de gostar das coisas que ela eram acostumados a comer desde bebezinhos, eu acho isso incrível, o paladar muda e muda muito, só pra vocês terem uma idéia, meu filho Magninho levava pra o lanche da escola, banana da terra, aipim, batata doce, ele levava porque ele amavaaaaa, hoje em dia não quer nem vê esses três aí, aliás quando eu conto isso, ele não acredita!!!!
Miguel, era louco por, melancia, mamão, banana, hoje não quer mais nada disso!!
E digo mais o paladar vai mudar de novo, porque Driele e Fernanda já passaram por toda essa essas fases ai, e hoje, já grandes comem de tudooooo!!!


Acho que o segredo da boa alimentação é a calma e a paciência, não sei se vocês mamães já perceberam que quando estamos ansiosas, nervosas ou em até num lugar com muita movimentação, eles não comem de jeito nenhum, por isso, na hora da papinha procurem um ambiente tranquilo e procure sempre está calma, chame a atenção da criança para apenas uma coisa, um vídeo que eles gostem de assistir, um brinquedo favorito e até aquilo que não seja um brinquedo mas que a criança sempre quis ficar na mão e você nunca deixou (já fiz muitooooo issoooo e dava muito certoooo) isso ai irá distraí-los e será nesse momento que você aproveita e vai oferecendo pra eles!! A última dica é a que dá mais certo pode tentar!!! 

O nosso papel de mãe é justamente esse, se preocupar, correr pra o pediatra, insistir, ter paciência, e nunca, jamais desistir, alimentação boa é sinônimo de boa saúde, e é isso que mais desejamos pra nossas crianças, é ou não é?


Então mamães até a próximaaaaaaaaaaa!!!!

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Castigos com amor!!!

Oi mamães lindas!!! Tudo bem por aí? Por aqui ainda estou meio que num corre-corre por causa de minha vovózinha...mas nada que eu não consiga resolver...então "vamo que vamo"!!

Bem...hoje vim aqui falar com vocês sobre alguns métodos de "punir", quando nossas crianças fazem alguma coisa errada, tarefa difícil,  mas, não impossível para nós mamães, afinal de contas punir é educar é dar limites é mostrar o certo e o errado para as nossas crianças é ensinar a viver com respeito a elas e aos que estão ao seu redor.

Já ouvimos falar, e muito, que a velha palmadinha não pode, eu tomei algumas quando era criança e vou dizer pra vocês mamães, não me revoltei nada, nada com isso, e mais, ja usei desse método com Driele e Fernanda, é claro,  que nada exagerado, uns dois bolinhos em cada mão e só, e elas também não estão com nenhum tipo de revolta, nem com algum tipo de mágoa, muito pelo contrário são meninas super educadas e carinhosas, acho que as palmadinhas não influenciaram em nada na vida delas. Mas, agora, com Magninho e Miguel uso outra maneira de punir, o castigo, procuro tirar aquilo que naquele momento eu sei que eles vão sentir e muitoooooo, tipo, tv, celular e Xbox, essas três coisas eles amam e por isso são as primeiras coisas que eu corto logo.

Como eu tenho quatro filhos tomo muito cuidado para que uma punição não prejudique a quem não tem nada a ver com história, por exemplo, dizer que ele não vai para o cinema, shopping ou um aniversário de um amiguinho eu já evito usar como castigo porque eles depedem de mim pra ir e se eu for termino levando todo mundo porque eles ainda não tem idade de ficar sozinhos em casa, então se eu deixar de ir por causa de um todos pagaram junto com ele, outra coisa, sempre escolho um castigo que sei que poderei cumprir até o fim, porque não adianta colocar no castigo e antes do tempo estipulado tirar, isso é um erro gravíssimo.

Como eu faço aqui na minha casa: se um deles está fazendo algo errado, primeiro eu dou o aviso, mesmo assim não ele não para, dou o segundo aviso de maneira mais firme, mas alto, mas claro e bem perto dele, mesmo assim não adianta, ai sim tenho que agir, paro o que estou fazendo vou até ele e digo que a partir daquele momento porque ele não me obedeceu ele vai sofrer  algum tipo de castigo.

Antes de anunciar qual a punição eu penso muito, e nunca digo na hora da raiva qual será, pois assim como dar umas palmadas com raiva não é nada bom, um castigo sem pensar também não serve, até porque corre o risco de você não conseguir, por algum motivo, levar até o fim, ou depois você perceba que foi muito exagerado que poderia ser um pouco menor, mas, agora já é tarde não dá mais pra voltar atrás!!

Devemos lembrar também que castigo é uma coisa e humilhação é outra e que eles não andam juntos de jeito nenhum , e que o castigo deve vim junto com uma lição e não com algum tipo de humilhação e trauma.

Acho que o castigo é a melhor saída para educar nossas crianças, apesar de, no início da nossa conversa ter dito que já dei umas palmadinhas nas meninas, mesmo assim, eu assumo que nos tempos de hoje, com tudo que estamos vivendo com tanta violência e tanta falta de amor isso não é a maneira mais certa de educar, afinal educar é um ato de amor e amor não se trata com violência!!!!


Então castigos com amor, com cautela e sem exagero...mas lembrem-se, que para ser eficaz tem que ser cumprido até o fim, por mais que seja dolorido para ambas as partes!!

Isso ai mamães, até a próxima!!