Vivendo as alegrias,as satisfações,as confusões de ser mãe de quatro lindos filhos!

sábado, 28 de novembro de 2015

Meu pequeno cozinheiro!!

Olá mamães!!!! Hoje tirei o dia pra fazer coisas gostosas na cozinha, ainda não contei pra vocês mais eu amooooo cozinhar, e de vez em quando me arrisco em umas receitinhas e geralmente da certo!! rsrsrs

E hoje resolvi chamar um cozinheiro especial pra me ajudar, meu filho caçula, Miguel. Sempre quando eu estou na cozinha ele aparece e diz: " mamãe posso te ajudar?" E a minha resposta, eu imagino que seja igual a de muitas mamães por aí: "filho, cozinha não é lugar de criança", mas de tanto ele insistir hoje eu resolvi chama-lo para me ajudar, então escolhi uma receitinha bem fácil, e vou unir o útil ao agradável, vou fazer o que eu gosto (cozinhar), e ficar bem pertinho dele.

Na verdade já fiz isso muito com Driele e Fernanda, fazia bolo de chocolate e no final sempre era uma bagunça, elas amavam lamber a vasilha!!  Era uma folia!!

Vamos fazer cookies com pedacinhos de chocolate. Minha receita é super fácil, espero que gostem!! entao maos a obra!!!


Receita 

  • 200g de margarina
  • 04 colheres de açúcar 
  • Meia caixa de creme de leite
  • Farinha de trigo até desgrudar das mãos 
  • Chocolate em barra
Modo de preparo:

Mistura a margarina, o açúcar e o creme de leite, vai acrescentando a farinha de trigo aos poucos até virar uma massa e desgrudar totalmente das mãos. Depois corta o chocolate em pedaços e mistura na massa. Unta uma assadeira com margarina e farinha de trigo e coloca os cookies já nos formatos que quiser ( eu fiz em forma de estrelas). Leve ao forno para assar.




Ficou uma deliciosaaaaaaa, não podia ser diferente né? Com um ajudante desse não tinha como ficar ruim!!! Kkkkk

Até a próxima mamães!!! 


quarta-feira, 25 de novembro de 2015

E como falar de morte com eles??

Mamães, eu sumiiiiii, admito, reconheço, e estou aqui pra me desculpar, mas minha vovozinha não passou muito bem essas últimas semanas, e eu não tive nem tempo, nem cabeça pra vim aqui falar com vocês, fiquei doodinhaaaa!! Mas graças a Deus já está tudo bem com ela...então estou de volta!!!  Eu voltei, voltei para ficar...kkkk.

Mamães durante esse tempo que minha avó ficou dodói eu tive muito, muito, mais muitoooo medo que ela fosse embora, chorei, sofri e ao mesmo tempo pensava: Como eu vou dizer pra meus filhos que ela não existe mais? Será que tem algum jeito menos dolorido pra dá uma notícias dessas pra eles? Com certeza não!!!

E por causa disso tudo comecei a pensar em como dizer para uma criança que um ente muito querido deixou de existir, pois isso não é uma tarefa fácil, principalmente nesse momento em que todos na família estão abalados.

Não podemos esconder a dor, e por mais difícil que seja, na minha opinião a verdade tem que ser dita!! Não acho que a explicação deve ser simplesmente "foi embora", até porque eles irão achar que a pessoa tão querida foi embora por quis, "e porque me deixou? Se me amava tanto?  Me abandonou?",  com certeza serão esses pensamentos que passaram na cabecinha deles, não acho isso justo!!

Se um dia eu precisar dar uma notícias dessas pra meus filhos (espero que nunca precise pelo menos enquanto eles forem pequenos) irei dizer a verdade, com cautela, será dolorido, mais será a verdade, sei que são muito crianças pra conseguir entender tamanha perda, ficarei do lado deles e serei forte ( assim espero ) para que eles não sofram tanto!

Essas últimas semanas pensei muitoooo sobre isso, tive muito medo, pois, tenho minha opinião mas não sei se é a coisa certa, porém é o que o meu coração manda fazer!!

Não chegou a hora e peço muito a Deus que ainda demore muito tempo e que eles passem pela infância sem sentir a dor de uma perda!!

Até a próxima mamães!!!  😉😉😉

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Papai Noel, está chegando!!! E nossas crianças já estão esperando!!

Olá mamães, como vão? Por aqui já estamos em ritmo de Natal, as cartinhas já estam no correio, com vaaaaaariosss pedidos!!!. Os sonhos de meus filhos já foram enviados!!!

Tem coisa melhor que uma criança acreditar em Papai Noel?, acho que não né? Eu, por exemplo, acreditei até quase dez anos de idade, e só tenho recordações maravilhosas sobre essa época, teve uma vez, que quando acordei em cima da mesa tinha um copo com restinho de suco e minha avó me perguntou: " você sabe quem bebeu aqui nesse copo? ", eu respondi que não, então ela me disse: "foi Papai Noel, ele estava com muita sede...!!! " mamães, acreditem que aquilo pra mim foi mil vezes melhor que o próprio presente!!!

Driele e Fernanda acreditaram até onde eu pude, e eu fazia tudo pra que elas vivessem essa magia, escrevia cartas junto, levava elas no shopping pra tirarem fotos e falarem com ele, era uma verdadeira operação pra chegar em casa com o presente e esconder pra que elas não vissem, e no dia do Natal eu acordava antes delas e colocava o presente embaixo da árvore e ficava esperando ansiosa pra que acordassem logo...E quando acordavam eu podia vê a felicidade dentro delas...Era demais!! Hoje em dia faço exatamente igual com os meninos e eles amam também!!!

Eu acho que pra uma infância ser completa a criança tem que acreditar em Papai Noel, isso faz parte do desenvolvimento deles, com esse incentivo estamos autorizando e dizendo pra nossos filhos que sonhar é bom, mostrando pra eles a diferença entre a realidade e a fantasia, ajudando a eles lhe dar com seus sentimentos.

Assim como eles acreditam nos super-heróis que voam, que salvam as pessoas do mal, porque não acreditar também no bom velhinho?

E isso é bom, e eu garanto, faz bem!!




Só temos que ter cuidado na hora de contar a verdade, aqui em casa elas (os meninos ainda acreditam) descobriram sozinhas, naturalmente, sem traumas, também já eram bem grandinhas, mesmo assim eu não contei!! Deixei até o dia em que elas percebessem que quem comprava os presentes eram eu e o pai.

Já que eu incentivei a elas acreditarem, fui até o fim, não quebrei a magia, e não me arrependo em nada o que eu fiz, aliás, estou repetindo tudinho com eles...Que já estam aqui contando os dias em que Papai Noel irá parar o Trenó aqui na janela, entrar na nossa casa e colocar seus presentes na árvore!! QUE LINDO, QUE INOCÊNCIA!!!

E assim será!!!!!



sábado, 7 de novembro de 2015

Minhas quatro barrigas!!

Olá mamães!!! Tudo certinho por aí? Por aqui aquela confusão.  Confusão de menino confusão  gostosa, confusão de amor e carinho, essa é boaaa e eu amooooo!!!

Bem...vamos ao que interessa, como vocês sabem fiquei grávida quatro vezes, e nenhuma foi igual a outra, cada uma delas uma novidade, uma experiência, e é sobre isso que vim falar aqui pra vocês, vou dizer uma das cinco coisas que fazia durante minhas gravidezes que ajudaram a me sentir mais confortável, evitar estrias e entre outras coisas, vamos lá? 

Como eu já disse nenhuma gravidez foi igual a outra, cada uma teve a sua particularidade, afinal de contas, cada uma eu levava um bebê diferente, um mais calmo, um mais agitado, um que soluçava muito na minha barriga, o outro que se assustava, então nenhuma foi igual a outra, por isso existiam coisas que eu usava ou fazia que era bom pra uma gravidez,  mas na outra já não servia mais, ou talvez sim, e são essas dicas que eu vou dá pra vocês mamães, que estão esperando um bebezinho. 

Primeira: durante a minha primeira gravidez uma coisa que me incomodava muitooooo era a calcinha, isso mesmo, por maior que eu comprasse ela nunca se ajustava no meu corpo, e isso me deixava loucaaaa, até que um dia tive uma idéia, fui na rua e comprei, dez cuecas boxes.  Mamães, vocês não sabem, aquilo foi a melhor ideia que já tive na vidaaaa, voltei a viver quando comecei a usar, muito confortável, não embolava, enfim, PERFEITO!!!! Então em todas as minhas barrigas eu usei cueca box!! 

Segundo: em todassss as barrigas eu usei Óleo de Amêndoas para não ter estrias, desde o primeiro mês até o fim, passava o óleo todas as vezes que tomava banho, resultado? Mamãe sem estrias, estiquei essa "pança" quatro vezes e zeroooo de estrias!! Graças ao óleo de amêndoas?  Não sei...só sei que repeti em todasssss!!!! 

Terceiro: como eu disse nenhuma gravidez foi igual a outra por tanto nem tudo que era bom pra uma, era bom pra outra, minha terceira gravidez, a criança soluçava que era uma beleza, era cada pulo q ele dava na barriga, então eu tinha que correr e aquecer os meus pés, assim que fazia isso o soluço acabava. Incrível!!! 

Quarto: Uma coisas que eu fiz muito durante as três primeira barrigas foi caminhar, eu caminhava muito, e amava fazer isso, me sentia bem, e fazia bem para o bebê, mas na última barriga, MEU DEUS, eu não conseguia caminhar da sala pro quarto, é sério, as pessoas achavam super estranho, pois, em todas as outras barrigas eu era tão ativa, justamente ma última eu fiquei assim prostada, sem forças. 

Quinto: Música para todas as barrigas, e muita conversa, a música acalmava e a conversa geralmente deixava mais agitados, mas amava sentir eles se esticando dentro de mim quando ouviam uma voz conhecida, e a música, fazia com que eles dormissem ( eu acho ) porque eles paravam de chutar ou de se mexer, o engraçado é que hoje eles ouvem as músicas que eu colocava pra eles ouvirem dentro da minha barriga e eles amam ( Eliana ). Será que eles lembram?? rsrsrs

Isso foi só um poquinhoooo do que eu já passei durante essas barrigas...Tem muito mais coisas, afinal, quatro gravidezes não é pra qualquer um não...kkkkk, mas eu consegui e tô aqui pra contar as minhas experiências pra vocês!!! 

Bem...é isso, até a próxima!!! 
Bjs😘😘😘

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

E quando a mamãe fica dodói?

Oi mamães, bem...como eu ja havia dito pra vocês, viajei nesse feriadão com a intenção de descansar, isso mesmo DESCANSAR!!! maissssss é claro que isso foi impossível, muito pelo o contrário, saía de manhã pra praia e tome-lhe sol no juízo (uma cervejinha geladaaaa), voltava pra casa tomava um banho e rua de novo, levar as crianças na pracinha pra brincar...e por aí foi o meu feriadão, e o resultado?? Mamãe dodói, e muitooo!! Garganta super inflamada e muita febre!! 

Pois bem...corpo mole só pedindo camaaa, mas, quem disse que eu consigo deitar um minutinho se quer? Sou mãe e mães não podem de jeito nenhum ficar dodói, aliás podem até ficar, mas se entregar jamaissss, porque senão a casa desanda, as crianças não fazem dever, não vão pra escola, e se bobiar nem comem!!! 

Vocês já perceberam a diferença do homem quando fica doente? Eles ficam prostrados, entregues, mal conseguem abrir os olhos, mas nós mamães, não podemos parar de jeito nenhum, aqui em casa pelo menos é assim, na hora que consigo me jogar na cama: "mãe cadê minha bola? ",  "mãe quero água!! ", "mãe Miguel me bateu! ", "mãe tô com fome! " e por ai vai...e eu tenho que arranjar forças do além pra me levantar e atender a todas essas necessidades!!! 

Eles são muitooo dependente de mim, e eu até assumo que a culpa é um pouco minha sim, porque quero proteger, agradar, e porque amo demais!! Só que aí nessas horas, em que estou dodói ou até com alguma indisposição  preciso que eles se virem só um pouquinho, mas eles não conseguem!! 

Deveria existir uma vacina que quando a mulher ficasse grávida ela tomava e não ficava doente até o filho crescer, kkkkkkk que maravilhaaaa!!! Porque não tem coisa pior quando o corpo tá mole, dolorido, e não podemos parar nem pra um descansinho, na verdade isso é ser mãe!!! 

As vezes eu penso "na próxima encarnação quero vim homem! " kkkkk. 

Tô cansada mamães, tô dolorida, tô com febre, mas tô em pé, tenho que estar em pé, colocando ordem aqui em casa, tenho que assumir o meu papel de mãe!! 

Então força, e tome-lhe Aspirina pra dentro, e mãos a obra, ou melhor, mães a obraaaa!! Kkkkkkkkkk

Beijocas, fuuiiii!!! 


quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Mamãe também dá dica!!! Comprinhasss!!!

Passando rapidinho só pra contar como estou amandooo a minha mais nova aquisição, como eu já havia contado aqui, estou com um problema serioooo com os meus cabelos, ele está: ressecado, rebelde, estragado, quebradiço, e muito mais!! De um tempo pra cá comecei a cuidar melhor dele (tinha deixado um pouco de lado eu confesso). E para me ajudar nesse processo acabei de comprar um secador da Salon Line Professional, e estou amando.
Ele é leve, super silencioso, tem seis combinações de temperatura, jato de ar frio e até uma alça para pendurar que está me ajudando muitoooo na hora de secar meu cabelo.
Pra falar a verdade gente, eu não sou nenhuma expert em cabelos, e é justamente por isso que ele está me servindo tão bem, apesar de ser profissional, é fácil de manusear, e ainda tem outra coisa, percebi que meu cabelo melhorou bastante depois que comecei a usá-lo!!! 

Mamãe aqui aprovaaaaaa!!! 

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

A fase das perguntas...

Olá mamães, andei sumida não foi? Pois é, viajei no feriado e lá onde eu estava não tinha sinal pra me conectar com a internet, mas a intenção foi essa mesmo, fui descansar, ou pelo menos tentar, não consegui, mas me distrair, valeu a pena, os meninos então, nem se fala!

Mas...Vamos ao que interessa, hoje vim aqui falar sobre a fase das perguntas, que fase difícil, cada pergunta que chega dá arrepios, e as respostas eles querem imediatamente, pelo menos aqui em casa é assim.Agora imaginem que eu já passei quatro vezes por isso e nunca ouvi uma pergunta repetida, kkkkkk.

Existem respostas pra certas perguntas que podemos tranquilamente dá, mas existem algumas respostas que por mais que tentamos explicar, eles ainda são tão pequenos que não vão conseguir entender ainda, ou até aquelas respostas que eles vão entender mas ainda não precisam saber!! E temos que ficar muito atentas pra isso, cada coisa em seu tempo certo.Se ainda não for a hora de saber temos que arranjar a melhor maneira de explicar o mais próximo da verdade possível, porque se enganarmos uma veizinha se quer, eles vão descobrir outra forma de obter aquela resposta, e aí, a confiança em nós vai se acabando. Esse é o meu maior medo!!

Uma vez, há alguns anos atrás, o Governo da Bahia fez uma propaganda na TV durante o Carnaval conscientizando as pessoas a usarem a camisinha, e minha filha me perguntou: "mãe pra que serve aquela camisinha? " e eu prontamente respondi: "pra vesti, é claro" só que ela não era boba, nem nada, me disse: " mais como se não tem onde colocar os braços??!! " então eu gelei e fiquei muda por alguns instantes, e disse que iria encontrar uma melhor maneira de explica-lá, e que ela tivesse um pouco de paciência que iria responder. No outro dia fui na escola e chamei a psicopedagoga e expliquei toda a situação, falei que precisava responder aquela pergunta, ela me entendeu e prontamente conversou comigo dizendo que estava certíssima que quem tinha que responder era eu mesma, e,  a verdade, se ela perguntou é porque já está na hora de saber e tinha que ser por mim, então me emprestou um livro com uma ilustração bem infantil, onde contava uma história e nessa história tinha a resposta para aquela pergunta. Quando cheguei em casa chamei Driele e li o livro, mostrando pra ela a resposta certa e verdadeira. Ela me olhou satisfeita e me disse:"eu sabia que a senhora ia me responder" me beijou e saiu.

Essa pergunta feita a mim por minha filha, foi sobre um assunto um pouco mais delicado, e mesmo assim eu fiz questão de que ela ouvisse a resposta por mim, para que sempre que ela tivesse alguma dúvida, ou algum porque, era a mim que ela timha que procurar!! Pois é a partir dessa fase que ganhamos a confiança de nossos filhos, por mais boba que seja a pergunta, responda não leve na brincadeira e não diga:" que pergunta boba", "como você me faz uma pergunta dessa? " jamais faça isso, e se a pergunta for mais complicada explique pra ele que você irá pesquisar e prometa que vai lhe responder, e responda, mesmo que talvez seu filho ja tenha até esquecido. Esse é um dos principais laços de confiança entre vocês.

Agora chegou a vez dos meninos, por minuto uma pergunta diferente, e eu sempre tentando responder da maneira mais clara possível. As vezes estou tão ocupada minha cabeça pensando em mil coisas e ai, lá vem eles, "mãe porque o céu é azul? " então eu respiro fundooooo e explico tin tin por tin tin!!

E que venham mais perguntas!!!!